Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social
Início do conteúdo

Curso Orientações para Estimulação da Linguagem para Deficiência Intelectual (DI) e Autismo (TEA) tem aula inaugural

Capacitação realizada pela FADERS Acessibilidade e Inclusão se estenderá ao longo de outubro

Publicação:

#PraTodosVerem No alto, num retângulo na cor amarela, o nome do curso Orientações para a Estimulação da Linguagem para Deficiência Intelectual (DI) e Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Abaixo, um instantâneo do encontro virtual. São mostradas 30 janelas, dividias em três linhas. Apenas quatro delas não estão com câmera aberta.
Embora a maioria dos inscritos sejam gaúchos, há participantes de outros 13 estados brasileiros entre os 1009 participantes.

Começou nesta quinta-feira (30) o curso Orientações para a Estimulação da Linguagem para Deficiência Intelectual (DI) e Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Esta segunda edição teve 1009 inscritos. Além de representação em todas as regiões do Estado, também terá a participação de pessoas de outros 13 Estados da federação: Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Ceará, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, Paraíba, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte.

Até o dia 29 de outubro, os inscritos assistirão a 11 videoaulas e terão acesso a um grande material sobre o tema e terão acesso a tutorias diárias. A capacitação é destinada a profissionais da área da saúde e da educação, além de familiares de pessoas com deficiência intelectual e pessoas com autismo.

De acordo com a coordenadora de Capacitação, a procura pelo curso foi intensa, com muitas pessoas buscando informações após o encerramento das inscrições. "Há uma demanda muito grande no país todo sobre capacitações relacionadas à deficiência intelectual e ao autismo. Abrimos um curso com mil vagas, e todas elas foram preenchidas rapidamente. Isso mostra que estamos no caminho certo e já nos faz planejar a abertura de uma nova edição", afirmou Eva Loreni de Castilhos.

FADERS